SELO CLEAN & SAFE

O Turismo de Portugal distinguiu a Green Mountain Madeira com o Selo Clean & Safe em reconhecimento das boas práticas na implementação das recomendações da Organização Mundial de Saúde e do SNS referentes à Covid-19.

Antes de iniciar o tour e já com todos os participantes devidamente equipados com material de higiene e segurança, o guia desinfeta as mãos de todos e explica quais os procedimentos a adotar durante o tour no que diz respeito:

– À abertura e fecho de portas;
– Ao distanciamento social;
– Ao lugar onde os excursionistas irão sentados (não se poderá trocar de lugar);
– Ao contacto com as mãos;
– Às visitas e pontos de interesse durante o tour, nomeadamente como deverá ser o
comportamento para evitar riscos desnecessários com terceiros;
– Ao reconhecimento e obediência das regras de higienização do grupo impostas;

A ponte tecida sobre o rio a partir de plantas vivas

No Nordeste da Índia, chuvas fortes corroem as infra-estruturas. A população local constrói as suas próprias pontes… a partir de plantas vivas.

Texto: Nina Strochlic

Fotografia: Prasenjeet Yadav

No estado indiano de Meghalaya, um dos locais mais húmidos da Terra, a população entrelaça as raízes da árvore da borracha para criar pontes pedonais robustas. Durante um ano, Prasenjeet Yadav fotografou cerca de trinta pontes feitas de raízes.

Alguns meses antes: como conseguir a fotografia

Yadav nunca tinha visitado uma ponte de raízes vivas antes de iniciar o projecto, mas sabia que existia uma ponte dessas perto da aldeia de Nohwet. Com muitos turistas a fotografar, Yadav queria que a sua imagem se destacasse. Para se preparar, consultou outros fotógrafos e estudou pinturas de paisagens. Decidiu captar a imagem após o crepúsculo. Era arriscado: a precipitação inesperada e intensa pode dar origem a inundações repentinas, o que pode ser especialmente perigoso à noite.

Duas semanas antes: lista básica de equipamento

Na quarta viagem de Yadav à região, ele já sabia o que levar na bagagem. Reduziu os mantimentos ao básico, levou poucos impermeáveis para si e deu prioridade à protecção do equipamento.

•Chapéus-de-chuva para protecção do equipamento

•Barras de granola

•Flashes e um painel de luz LED

•Lanterna resistente

•Capa de borracha para a máquina

•Um tripé

•Folha de película negra para proteger a lente

•Modificadores de luz

Início do projecto: “pintando” com luz

De sua base em Bangalore, Yadav voou para Guwahati e seguiu de táxi para Nohwet.
A partir dali, caminhou 30 minutos até à ponte. Durante três semanas, testou a utilização de luzes para “pintar” segmentos da ponte e arredores durante uma longa exposição. Nos 438 segundos necessários para criar esta imagem, Yadav deslocou-se entre locais para orientar as luzes. Envolto na escuridão, não é visível na fotografia final.

Em números:

200 anos idade estimada desta ponte

11.500 mm  precipitação média anual (2016)

6.460 número aproximado de aldeias na região

 

in National Geographic Sapo

You don't have permission to register